6 metas para 2016: Progresso

Já estamos quase no final do ano e ainda não tinha feito um post contando como está meu progresso em relação às minhas 6 metas de 2016. Meu plano original era fazer esse post em meados de Junho/Julho, mas como vocês puderam perceber, meu blog ficou um pouco abandonado nesses meses. Já estava quase desistindo de fazer essa postagem de “progresso”, mas pensei que seria melhor tarde do que nunca, certo?!

Ano passado eu tinha muitas metas (15 no total) e consegui cumprir até uma boa parte delas. Esse ano eu foquei em apenas 6 metas, com o objetivo de me dedicar bastante a elas e cumprí-las com sucesso. Será que eu consegui fazer isso? É o que veremos agora!

metas

CONTINUAR A ME EXERCITAR

A minha primeira meta (e talvez a mais importante) foi a de continuar a me exercitar. Eu havia começado a malhar em meados de setembro de 2015 e começado a ganhar um pouco de peso (o que eu amei na época). Meus objetivos eram “melhorar meu condicionamento físico, perder a barriguinha que eu ganhei quando comecei a malhar, perder gordura, ganhar massa e definir meu corpo”. Acho que a maioria das pessoas tem esses objetivos em mente quando começam a se exercitar, e eu não era diferente. O que eu não sabia na época era que o peso e o apetite que eu tinha ganhado não eram consequência da minha malhação, mas sim efeito colateral de um remédio para enxaqueca que eu estava tomando. Parei de tomar o remédio em março de 2016 e nesses 6 meses que estava em tratamento eu engordei 9kg! No começo eu estava feliz por estar, finalmente, ganhando peso, mas depois percebi que eu engordei da forma mais errada possível: só comendo carboidratos. Perdi boa parte das minhas roupas e ganhei uma barriguinha que eu nunca tinha tido antes. Minha autoestima e imagem corporal ficaram lá embaixo, mas eu vou falar mais sobre isso em outro post.

Em meados de abril eu comecei a malhar regularmente com um personal trainer e continuo com ele até hoje. Eu estou amando malhar com ele porque ele sempre me incentiva a “superar” os meus limites e os treinos nunca são tediosos, uma vez que ele sempre está mudando os exercícios. Meu condicionamento físico está bem melhor que antes, mas nem perto do que eu quero chegar. A barriguinha continua aqui, mas acredito que esteja lentamente indo embora. Ganhei massa magra mas também ganhei gordura, o que não era exatamente o que eu estava planejando, né. Apesar da minha gordura corporal estar acima do que eu almejo, meus exames estão todos normais, o que indica que eu estou no caminho certo. O que eu pretendo fazer agora é aumentar a frequência com que eu me exercito e conseguir resultados mais positivos.

ALIMENTAR-ME MELHOR

Como eu disse anteriormente, o tratamento de enxaqueca fez meu apetite aumentar, o que era algo que eu sempre quis. O problema foi que eu comecei a querer comer apenas carboidratos. O remédio fez algo que eu não sei explicar direito no meu cérebro (meu neurologista sabe explicar bem melhor), mas ele basicamente fez com que eu só me satisfizesse com carboidratos. O engraçado eu só percebi que meus hábitos alimentares haviam mudado depois que o meu médico me explicou o motivo de eu ter engordado tanto em tão pouco tempo.  Desde então eu tento me alimentar de uma forma mais saudável, mas sem sucesso. Mudar minha alimentação é algo que exige muito esforço e força de vontade da minha parte e eu falhei nesse aspecto. Só consegui uma consulta com a nutricionista há pouco tempo, e apesar de não ter concordado/gostado da dieta que ela me passou, estou tentando cumprir tudinho. Com uma alimentação melhor o trabalho que eu venho fazendo na academia vai gerar melhores resultados. Sei que isso só depende de mim, então vou fazer um esforço maior para estar com uma alimentação mais equilibrada até o final do ano.

SER MAIS ORGANIZADA

No começo do ano tinha lido o livro A Mágica da Arrumação, da Marie Kondo, e estava super animada para me tornar uma pessoa organizada. Fiz uma super faxina no meu quarto, doei quase 1/3 das minhas roupas e estava super satisfeita em finalmente ter um espaço só meu em que cada coisa estava no seu devido lugar. Com o passar do tempo e o com começo das minhas aulas, me vi acumulando coisas (papéis, roupas, trabalhos a fazer…) e caindo de novo naquele mar de bagunça. Tenho tentado a cada dia melhor um pouco mais nesse aspecto. Posso dizer que fiquei bem melhor em organizar meu tempo para cumprir meus afazeres. Eu precisei ficar, uma vez que comecei a estagiar e as aulas da faculdade ficaram cada vez mais difíceis. Hoje em dia não deixo mais textos para faculdade acumularem, o que com certeza vai me salvar muita dor de cabeça no final do semestre. Meu quarto continua meio bagunçado, mas já progredi bastante em comparação com 2015. A organização  me permitiu ser mais eficiente e mais produtiva, e espero que isso só melhore até o fim do ano!

metas

LER (PELO MENOS) 12 LIVROS

Tá ai uma meta que eu sabia que não iria conseguir cumprir. No começo do ano disse que queria ler “apenas” 12 livros. Aqui estamos, quase no final do ano, e não consegui ler nem metade disso. A minha carga de leitura diária é bem pesada e eu quase não estou tendo tempo para respirar. Por isso, quando eu tenho algum tempo livre, eu acabo preferindo assistir vídeos ou filmes a ler um livro. Péssimo isso, eu sei. Eu lembro do tempo que eu lia 4 livros em um mês e morro de saudade! Tenho pelo menos 8 livros lá em casa pegando poeira, só esperando para que eu possa saboreá-los. Fico com um pouco de peso na consciência por não lê-los assim que eu os comprei/ganhei, mas sei que estou fazendo a coisa certa priorizando outras coisas. Estou ansiosa para as férias chegarem e eu finalmente poder me deliciar com outros mundos e outras realidades através dos livros!

INVESTIR MAIS NA FOTOGRAFIA

Esse ano, finalmente, consegui investir mais na fotografia. Meu objetivo era aprender tudo que minha câmera pode oferecer e fotografar mais pessoas (em comparação com objetos/paisagens) e posso dizer que consegui cumprí-lo! Eu aprendo mais sobre o que minha câmera pode oferecer cada dia mais, o que faz eu me apaixonar cada vez mais por ela! Além disso, comecei a fazer pequenos trabalhos como fotógrafa e estou amando cada segundo disso. Ainda estou aprendendo, por isso estou cobrando um preço bem em conta. Quem quiser saber um pouco mais sobre preços e datas é só me mandar um email em contato@tatyannagois.com ou uma Direct Message no meu instagram de fotografia. Vocês podem acompanhar algumas das fotos que eu tiro por lá!

VOLUNTARIAR

Não posso nem dizer que eu tentei cumprir essa meta, porque eu estaria mentindo. Não fui atrás de nenhum projeto de voluntariado como eu planejava, e não acho que apenas doar dinheiro para algumas causas tenha sido suficiente. Sim, eu me sinto super mal por isso! Ainda planejo mudar isso até o fim do ano e se vocês quiserem me indicar alguns projetos que vocês acham legais aqui em Brasília, me falem nos comentários!

_____________

Bom, como podem perceber, eu claramente não consegui cumprir a maior parte das minhas metas. Algumas delas eu simplesmente ignorei (como a de voluntariar e ler livros), enquanto outras eu dediquei mais tempo e esforços (como me exercitar e investir na fotografia). Outras, ainda, eu só comecei a cumprir agora. Apesar desse fracasso em cumprir meus objetivos propostos, eu considero 2016 como um ano de crescimento pessoal. 2016 está sendo uma verdadeira montanha-russa, com dias incríveis e outros completamente opostos, mas acho que tudo isso está me fazendo uma pessoa melhor e mais madura.

Eu poderia ficar horas aqui falando sobre como 2016 tem impactado minha vida, mas vou deixar para falar quando o ano estiver realmente acabando (sim, vai ter post de retrospectiva!).

E você, está conseguindo manter suas metas do começo do ano? Quais foram as metas que você mais se dedicou? Tem alguma que você simplesmente abandonou? Me conte nos comentários!

Author: Tatyanna Gois

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *