Projeto Trama – Imaginário do batom vermelho

O post de hoje é sobre um projeto super interessante que tem como protagonista o batom vermelho (aquele que falamos no post passado). O TRAMA é uma instalação que reunirá performances, exposição de fotos, vídeo-fragmentos e workshop de maquiagem aberto ao público nos dias 29 e 30 de Abril com o tema “Imaginário do batom vermelho”. Serão discutidas todas as esferas desse tema – que são abordadas no TCC das idealizadoras do projeto – (como empoderamento feminino e representatividade) nos dois dias da instalação, que ocorrerá na Galeria da Faculdade de Arquitetura e Urbanismo, na UnB. A entrada é gratuita! 

Projeto trama

Tudo começou quando as idealizadoras do projeto, Rayssa Araújo e Flávia Martins, perceberam que havia uma problematização sobre o batom vermelho que não era discutida com afinco. Ao começar a se preocuparem mais com maquiagem, as meninas perceberam que elas nunca se sentiam tão confortáveis assim para emprestar algum item de cor diferente para a outra, porque achavam que existiam algumas “regras” para usar esses itens. Quando foi a vez do batom vermelho, viram que ele caia bem nas duas. O que as preocupava era o que ficaria bem em tal tom de pele (A Flávia é negra e a Rayssa, branca), para que não precisassem comprar itens de maquiagem diferentes e pudessem trocar entre si esses produtos.

Projeto trama

Depois que elas acharam a cor delas (o bom e clássico batom vermelho) começaram a surgir outras questões. Com famílias mais conservadoras, cada vez que elas usavam o batom vermelho vinham questionamentos como “Vai pra onde com essa boca?” “Precisa de isso tudo mesmo” ou “Batom vermelho essa hora da manhã?” e elas perceberam que de alguma forma aquele item de maquiagem incomodava o outro. Ao conversar com outras pessoas, surgiram relatos e opiniões divergentes, e a partir daí elas viram que não estavam lidando apenas com um produto de beleza. Pelas palavras delas, “era com ego, era com a auto-estima, era com a cabeça de quem usa, com a cabeça de quem vê alguém usando o batom vermelho, com questões mais absurdas como assédio, abuso, machismo, racismo, questão de transformação pessoal (…) e quando nós vimos, estávamos recebendo experiências de outras pessoas no Whatsapp, no Facebook, apoio pra empoderar novas pessoas, ajuda pra usar o batom.”.

Projeto trama

As meninas se deram conta que estavam lidando com mais do que esperavam. Estavam lidando com o fato da representatividade. Elas queriam que as pessoas vissem que não estão sozinhas nessa, queriam criar um debate sobre porque existem regras e quem as criou, e assim nasceu a instalação! A instalação veio para impactar a todos que a presenciam, veio para trazer debate, entendimento e empoderamento.

Projeto trama

Junto com a instalação, surgiu uma campanha nas redes sociais. Segundo Rayssa, a campanha surgiu meio “do nada”: quando ela se deu conta, as pessoas estavam mostrando seus relatos, se fotografando com o batom vermelho, conversando sobre isso, compartilhando experiências. Então se você quiser fazer parte de alguma forma desse projeto incrível, posta sua foto com o batom vermelho (pode contar qual sua história e relação com ele) e marca o projeto nas redes sociais! Você poderá aparecer na instalação nos dias que ela acontecerá! As redes sociais do projeto são: instagram, facebook e esse evento.

Galera da UnB (e de Brasília em geral), não deixem de ir e experienciar essa instalação porque será incrível!

💋

Author: Tatyanna Gois

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *